Você conhece o MAIO LARANJA?

Você conhece o MAIO LARANJA?

O Maio Laranja é uma Lei idealizada pelo Vereador Fernando Borja de Belo Horizonte, que institui o mês de Maio como o mês de conscientização, orientação, prevenção e combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes. Essa Lei tem como objetivo ressaltar a importância do Poder Público Municipal implementar um Plano Municipal de Enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes na capital Mineira. Na prática, o nosso ideal é de que a Administração Pública Municipal crie projetos sociais de conscientização e combate ao abuso e exploração sexual em todos os órgãos municipais, gerando conhecimento à população de Belo Horizonte, que muitas vezes não sabe como agir diante de tantos absurdos que são feitos contra nossas crianças.

É preciso a ajuda de familiares e da sociedade como um todo, prevenindo para que não ocorram novos casos e denunciando os casos já ocorridos.

A ideia por trás da expressão “Maio Laranja” vem do seu símbolo que é uma flor do gênero Gerbera que possui diversas tonalidades, dentre elas, laranja. A flor de Gerbera também nos remete aos desenhos da primeira infância, fazendo assim uma associação entre a fragilidade de uma flor com a de uma criança. Desta forma, a flor de gerbera laranja, símbolo do “Maio Laranja” pode ser utilizada em ações presenciais, podendo ser confeccionada em oficinas de conscientização com as crianças e adolescentes.

Números – Dados Ministério da Saúde entre 2011 e 2017

175 mil casos de exploração sexual de crianças e adolescentes entre 2012 e 2016, são 4 casos por hora;

O Brasil teve um aumento de 83% nas notificações gerais de violências sexuais contra crianças e adolescentes, Foram notificados 184.524 casos de violência sexual, sendo 58.037 (31,5%) contra crianças e 83.068 (45,0%) contra adolescentes.
A maioria das ocorrências, tanto com crianças quanto com adolescentes, ocorreu dentro de casa e os agressores são pessoas do convívio das vítimas, geralmente familiares. O estudo também mostra que a maioria das violências é praticada mais de uma vez.

Dentre as violências sofridas por crianças e adolescentes, o tipo mais notificado foi o estupro (62,0% em crianças e 70,4% em adolescentes). Entre as crianças, o maior número de casos de violência sexual acontece com crianças entre 1 e 5 anos (51,2%). Já entre os adolescentes, com os jovens entre 10 e 14 anos (67,8%).

Crianças e adolescentes do sexo feminino também são maioria entre as vítimas de violência sexual. Representam 74,2% dentre as crianças e um número ainda maior dentre as adolescentes: 92,4%.
Apesar disso, os meninos também sofrem com a violência sexual. Entre as crianças, são eles quem mais sofrem abusos na escola (7,1%). Já entre os adolescentes, os meninos são mais explorados sexualmente e são a maioria das vítimas de pornografia infantil.

As regiões do Brasil que registraram o maior volume de notificações no período foram as regiões Sudeste (40,4%) e Sul (21,7%), para as crianças, e Sudeste (32,1%) e Norte (21,9%) para os adolescentes.

É de extrema importância que estejamos atentos a todos os sinais de abuso para que possamos denunciar e cuidar de nossas crianças.

Através do “DISQUE 100”, você pode fazer sua denúncia diretamente ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, que tomará todas as medidas cabíveis. Sua denúncia pode ser anônima.

2019-05-03T15:03:19-03:00 3, maio, 2019|