Projeto de Lei | Proibir a venda de cigarros, narguilé e outros derivados do tabaco

Projeto de Lei | Proibir a venda de cigarros, narguilé e outros derivados do tabaco

Há poucos dias aconteceu aqui na Câmara Municipal de BH uma audiência pública de autoria do vereador Fernando Borja para discutir os malefícios do tabagismo e possíveis medidas de prevenção à esse mal. Baseado nas sugestões apresentadas na audiência, visando reduzir a venda para menores e ampliar a proteção ao fumante passivo foi protocolada na Câmara Municipal de BH um projeto de lei que proíbe a venda de cigarros, narguilé e outros derivados do tabaco em padarias, supermercados e hipermercados.

O debate contou com representantes da sociedade mineira de Pneumologia e Tisiologia, da Associação Médica de Minas Gerais e da Secretaria Municipal de Saúde que apresentaram um panorama sobre essa questão que é da mais extrema importância. O tabagismo é a causa número um de morte evitável no mundo. É também considerada uma doença pediátrica, pois 60% dos casos se iniciam antes dos 18 anos e mata 428 pessoas por dia no Brasil. Uma curiosidade: você sabia que o cigarro eletrônico, que hoje mais parece um pendrive é tão prejudicial quanto o cigarro convencional? Ouvindo os especialistas, me coloquei à disposição para contribuir com projetos de lei em Belo Horizonte, que impeçam o acesso à esses produtos por crianças e adolescentes, que em grande parte, acontece facilmente. Além disso, precisamos enrijecer a fiscalização coibindo a venda de cigarros ilegais em Belo Horizonte.

A proibição se faz necessária, visto que o tabagismo é a maior causa de morte evitável no mundo, e a dependência gerada pela substância é em potência igual à gerada pela cocaína e pelo crack, segundo o que os especialistas relataram em nossa audiência pública.

Precisamos combater esse mal que mata 428 pessoas por dia no Brasil. Os dados mostram que 12,6% de todas as mortes que ocorrem no país podem ser atribuídas ao tabagismo e isso é grave. Precisamos de fato reverter essa situação e vamos começar este trabalho em BH!

2019-09-25T13:37:35-03:00 25, setembro, 2019|